Pular para o conteúdo principal

São Sebastião tem praias alagadas e pistas interditadas; prefeito pede espera de 48 horas para descer ao litoral

São Sebastião tem praias alagadas e pistas interditadas; prefeito pede espera de 48 horas para descer ao litoral

Por Jovem Pan
fonte: Reprodução/ Twitter/ whojustdb
SP-55 está liberada apenas para veículos oficiais por causa do risco de novos deslizamentos
Mais de 100 mm de chuva castigaram a cidade litorânea de São Sebastião nesta terça (23) e interromperam o acesso à famosa praia de Maresias, adiando, inclusive, a festa de comemoração do título mundial do surfista Gabriel Medina, marcada para esta quarta. Maresias, onde mora a família de Medina, recebia uma grande quantidade de pessoas para a comemoração. Camburi, Boiçucanga, Maresias e outras praias tiveram pontos de alagamento e água represada devido ao temporal somado à maré alta constante. Dezenas de casas foram inundadas.

Em entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan, o prefeito de São Sebastião Ernane Primazzi pediu aos que pretendem descer a serra rumo aos locais esperarem 48 horas para fazerem o trajeto. Isso porque trechos da Rodovia Cônego Domenico Rangoni, também conhecida como Piaçaguera-Guarujá ou SP-55, estão interditados. Diversas barreiras caíram e apenas veículos oficiais estão autorizados a passar pelo local, "devido ao grande risco de desabamento".

O prefeito ainda relata que a medida visa a evitar tumulto na fila de carros e que recebe o apoio da Dersa na tentativa de desobstrução, que será oficializada apenas após liberação da Defesa Civil. Primazzi diz que, por causa do terreno por onde passa a pista, "rochoso com camada de terra por cima", há sérios riscos de mais deslizamentos.

Foram desalojadas por causa das inundações aproximadamente 60 pessoas, mas não houve informações de desabrigados, pessoas que perderam completamente suas casas. A Defesa Civil não teve acesso ainda ao bairro de Sertão de Camburi devido às pistas obstruídas, embora tenha a informações de que o local também teve inundações.

A maioria das famílias desalojadas preferiu não ficar nos ajojamentos cedidos pelas prefeituras e vai para casas de parentes passar o Natal.

Relatório da defesa civil prevê mais pancadas de chuva para a tarde desta quarta, na hora do almoço, e que a maré continua alta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas do Cidadão alteram critérios de atendimento em Sorocaba

Você sabe a diferença entre pandemia, epidemia e endemia? Pandemia